Regiões Produtoras – Chile

Scroll down to content

No século XIX, quando o Chile se tornou independente da lei espanhola, famílias ricas começaram a viajar para a Europa. No Velho Mundo, tiveram a oportunidade de provar vinhos franceses e perceberam que podiam produzir vinhos de grande qualidade. O que iniciou a era moderna da indústria vinícola do país.

Em 1863, o mundo do vinho enfrentou uma das maiores tragédias de sua história: a filoxera, um pulgão que devastou vinhedos em todo o mundo. Com exceção do Chile. Sua localização geográfica única tornou-se uma barreira natural para impedir a invasão da praga.

Como resultado, o mundo inteiro voltou sua atenção para este país andino. Uma das consequências desta situação foi a descoberta de uma raça considerada extinta: o Carmenére. A variedade foi cultivada como Merlot até 1994, quando foi possível identificar a variedade por meio de pesquisas de cientistas franceses.

Um século depois da filoxera, o Chile mergulhou em uma guerra civil que destruiu mais da metade de seus vinhedos. Quando a estabilidade voltou, os produtores internacionais começaram a investir no Chile usando tecnologia de ponta, revitalizando plantações e apostando em uma nova geração de viticultores com formação universitária.

Os resultados foram surpreendentes: o Chile emergiu como o país com melhor relação custo-benefício. Os enólogos começam a produzir vinhos que expressam seu Terroir. Requinte e elegância conquistaram os mais exigentes mercados internacionais, dinamizando o “Bordeaux do Hemisfério Sul”.

Com sua região de clima fresco e conhecida por seus blends leves e frutados ao estilo Bordeaux, dividido em três áreas, entre a costa e a cordilheira dos Andes, suas principais regiões produtoras são:

  • Vale Central
  • Aconcágua
  • Sul
  • Coquimbo
  • Austral
  • Atacama

Com suas melhores uvas por tipo de clima caminhando assim:

  • Costa – afetada pela frigida corrente de Humboldt, destacam-se os vinhos brancos com toques minerais e acidez marcante além do Pinot Noir suculento, as uvas da região são Chardonnay, Sauvignon Blanc e Pinot Noir,
  • Vales Interiores – incluindo a região do Vale Central, conhecida por seus vinhos elegantes, produz blends tintos ao estilo Bordeaux com aromas de frutas e acidez intensificada, as uvas da região são Bordeuax Blend, Petit Verdot, Syrah, Carmenere e Crignan e
  • Andes – nas regiões mais altas com tintos de taninos estruturados, boas sofras, com aromas marcantes de frutas maduras e acidez intensa, suas uvas são Syrah, Caberenet Sauvignon, Cabernet Franc e Carmenere.

Ah.. aproveite e faça uma visita a minha Loja Wine, consulte ótimas opções e preços de produtos incríveis, e também se preferir me contate para harmonizar seu evento com os vinhos de acordo com o seu publico e preferencias, clicando aqui, combinado?

Bem por hoje ficamos por aqui, semana que vem tem mais, informação para enriquecer seu caminho nessa deliciosa jornada, falaremos sobre as regiões produtoras de vinhos, vamos falar sobre a Espanha.

Mas lembre-se, sempre considere as regras, mas elas têm que atender essencialmente ao seu “gosto”, então não vire o chato do manual ao consumir ou participar de uma degustação, pode ser que o meu “melhor” vinho não agrade o seu paladar e isso não e crime, seja simpático e não critico, é comum acontecer que os gostos não combinem ok? Não precisa brigar por conta de nisso, alegria, felicidade e acima de tudo muita paz!

Santé!!!

O Guia Essencial do Vinho, Madeline Puckette e Justin Hammack, Editora Intrínseca

Associação Brasileira de Enologia – https://www.enologia.org.br/

Winepedia – https://www.wine.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: